Rua Almirante Alexandrino, 264
Santa Teresa | Rio de Janeiro
Tel.:
+55 21 2507-4840

Restaurante Espírito Santa

uma deliciosa combinação de ingredientes brasileiros em menu contemporâneo

Erva mate, cará, tucupi, acaçá e cupuaçu são ingredientes não tão comuns no dia a dia, mas tornaram-se fonte de inspiração para a chef amazonense Natacha Fink na elaboração de receitas sofisticadas e bem brasileiras para o restaurante Espírito Santa – localizado no circuito gastronômico de Santa Teresa, em um belo casarão de 1875.

A combinação desses diferentes sabores deu origem a um menu de dar água na boca. “O conceito da casa é oferecer uma culinária contemporânea, que explora os ingredientes da Amazônia, não necessariamente da forma tradicional, mas de modo que agrade o cliente, com criações exóticas, de paladar único e com temperos do Brasil”, afirma a expert.

Entre as sugestões mais que especiais do restaurante estão o namorado na folha, onde o filé de pirarucu é recheado com mousse de caranguejo e camarão seco. Assado na folha de couve com molho de castanha, o prato acompanha arroz com castanhas, pirão de coco e farofa de farinha d’água. Já para os amantes da carne, vale à pena provar o Bicho do Mato, mignon encapado com farta camada de cebolas glaçadas e folhas de couve servido com molho de vinho e creme de baroa. O Espírito Santa também oferece Caldinho de Tucupi temperado e aromatizado com pimenta de cheiro e jambu e acompanhado de camarão. A maioria dos pratos são servidos em generosas porções, uma vez que a chef Natacha aprecia o estilo “compartilhe entre amigos e família todas as opções”.

O menu é harmonizado pela somelière Graciela Bittencourt, com uma carta que prioriza os vinhos brasileiros e apresenta também rótulos chilenos, argentinos, franceses, portugueses, italianos e espanhóis. .

Além dos deliciosos pratos, vale à pena provar as sobremesas como o bolinho de tapioca recheado de chocolate e servido com calda de laranja, a tortinha quente de goiaba com queijo da serra da Canastra e perfume de canela e os rolinhos crocantes recheados com doce de maçã e bacuri, aromatizados com cominho e mangarataia.

Mas se o programa for mais informal, com entradinhas, drinques coloridos e muita conversa, a pedida são os croquetes de tambaqui com pimenta de cheiro e as bolinhas de feijão fradinho com cebolas recheadas com palitos de alho poró. Para acompanhar, experimente os drinques exclusivos da casa, como o Parintintin – guaraná, hortelã, abacaxi e vodka - e a Cuia do Pajé, com guaraná, ginseng, catuaba, mirantã, nó de cachorro, cupuaçu, malibu e cachaça artesanal. O drinque é servido em cuia indígena, que dá um toque todo especial à bebida.

Para aqueles que curtem a combinação de restaurante com música, todas as sextas, das 20h às 0h, e domingos, das 17h às 22h, o jantar do Espírito Santa é embalado pelo ritmo do lounge brasileiro, comandado pelo DJ ZOD.

Investimento na Sustentabilidade – A chef Natacha Fink investe na sustentabilidade do restaurante e valoriza os produtos locais. Os legumes e hortaliças são orgânicos e produzidos na Fazenda Cafundó, em Petrópolis, no Rio. Todos os peixes utilizados são da Amazônia cuja produção está garantida através de projetos de manejo sustentável, não fazendo parte da lista de espécies em extinção. A compra também respeita os períodos anuais de reprodução de cada espécie. Além disso, há coleta seletiva de lixo e aproveitamento da água da chuva.

Medidas sociais também fazem parte do Espírito Santa. A casa apoia um projeto de capacitação de jovens das comunidades de Santa Teresa na área de gastronomia.